Quem é você na noite?

A primeira vez que me perguntaram quem era eu na noite, eu não soube o que responder. Parecia uma oportunidade para lacrar, mas eu nem sabia o que era isso, quanto menos como fazê-lo, então só disfarcei e fui pegar outra bebida.

Foi só quando encontrei uma amiga de balada em um shopping, durante o dia, que comecei a entender que era realmente comum as pessoas assumirem diferentes personalidades em festas. Já tinha visto tantas vezes aquela menina louca, descendo até o chão sem se preocupar em derrubar bebida, gargalhando alto e sendo inconveniente com pessoas que não estavam na mesma vibe que ela, que foi bastante engraçado vê-la tão tímida, segurando seu cachorro minúsculo nas mãos e falando “com licença” antes de pedir uma informação para alguém.

Aquele dia ela fingiu que não tinha me visto, aliás. Acho que ela tinha vergonha da pessoa que era na noite. Algumas pessoas tem mesmo disso, mas não é com todo mundo. Muita gente se liberta nesse mundo com menos regras, e se sente mais a vontade para ser quem é. E era isso que eu queria ser na noite: eu mesma, mas melhor.

peruca

Quem colocou “drag” em Drag Queen não sabia do que tava falando.

, Sam Terri

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s