Doentio

Uma relação entre pessoas sempre tem potencial de ir para um caminho muito doentio. E nós fomos.

Você para mim era sexo, era tesão. Eu lhe olhava e só sentia seu cheiro, seu toque. Só queria esfregar minha coxa na sua, morder seu nariz, arranhar seu peito até tirar sangue. Queria que deitasse em mim e me abraçasse tão forte até tirar meu ar. Que dormisse com a cara na minha axila e a mão entre minhas pernas, babando no meu peito. Queria lamber seu corpo inteiro pra ficar com seu gosto e lhe deixar com meu cheiro.  Passar 3 dias na casa fechada, dormindo pouco, transando muito, sem fome, mas com muita, muita sede.

Qualquer movimento seu para mim era sexual. Coçar a cabeça, dormir de boca aberta, fechar o zíper da sua calça. Teve um dia que você já estava vestido para ir embora e se espreguiçou. Eu quase morri de tanta vontade.

Eu tenho prazer em viver amores intensos. Daqueles avassaladores. Que lhe destrói, acaba com você. Até por isso foi muito difícil eu sair dessa.

Ainda tenho sede, mas aquela água me fazia tão mal.

puxar_1

,Sam Terri

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s