Grito

Outro dia, voltando do mercado, escutei vindo de uma das casas um grito feminino de prazer. Bem alto. Bem urgente. Seguido de um silêncio completo.

Parei no portão e, por mais tempo que deveria, fiquei parada olhando a porta. Depois fui embora.

Na hora eu tinha achado engraçado, mas agora quando eu lembro, me sinto um tanto excitada. Aquele orgasmo tinha sido tão gostoso que até eu senti.

Passo em frente àquela casa todos os dias, e até hoje nunca vi o homem ou a mulher que foi capaz de provocar aquele gozo tão, tão intenso, que escutei do meio da rua. Mas eu o (a) quero muito.

Acabo muitas vezes pensando nisso, nela (e).

 

Daí ontem, no meio desses pensamentos, eu gritei.

deitada

, Sam Terri

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s